Elon Musk revela sua agenda com planos para o futuro da humanidade

Elon Musk revela sua agenda com planos para o futuro da humanidadeMundo Conectado

E sobre ser difícil de acreditar, Elon Musk diz que é otimista sobre o futuro da humanidade. E isso faz todo sentido do mundo quando você para para pensar um pouco. Ele não investiria todo o seu tempo em projetos super complicados que buscam resolver problemas gigantes da humanidade se não acreditasse no que faz. Também não faria somente por dinheiro, já que dá pra viver uma vida muito luxuosa com muito menos do que tem. O homem mais rico do mundo tem cerca de 260 bilhões de dólares em patrimônio. O curioso aqui é que ele disse não ter residência fixa, comentou que dorme sempre como convidado na casa de amigos e por aí, eu também adoraria ter Elon Musk como hóspede, esteja convidado.

O que a gente precisa fazer é levar em consideração os principais problemas que existem em relação à humanidade. E quais seriam esses problemas segundo ele?

  • Mudanças climáticas: Poluição, energia renovável, questões climáticas que estão sendo alertadas por especialistas há anos;
  • Mobilidade urbana: Boa parte de suas empresas trabalham com problemas envolvendo a locomoção de pessoas;
  • Redução populacional: A teoria de que no futuro será um problema ter poucas pessoas para sustentar a sociedade;
  • Riscos de extinção: A raça humana pode deixar de existir por perigos externos como um meteoro gigante ou interno, como mudanças climáticas severas;
  • Sobre redução populacional e o problema que isto pode ser, Musk enxerga isso como algo terrível para a humanidade e é sem dúvida uma teoria muito interessante de ser pensada. Isso porque há diversas pessoas que simplesmente acreditam que há pessoas demais no planeta Terra. Ainda assim, há especialistas que afirmam que não vamos passar de 9 bilhões de habitantes.

O problema envolvendo a diminuição da população tem relação com a forma como a nossa sociedade é organizada, enquanto está em crescimento consegue se sustentar, no entanto, isso muda drasticamente quando as gerações escolhem ter menos filhos. Essa diminuição apresenta problemas graves, já que é necessário ter pessoas para gerenciar as cidades, assumir funções desempenhadas na sociedade, pois ela não é capaz de se autossustentar.

Clima louco?UM CANCERIANO SEM LAR. Só mais um lugar.

E tem ainda o risco de extinção da humanidade, que pode acabar a qualquer momento por conta de um meteoro gigante, uma super erupção vulcânica, mudanças climáticas extremas. Nossa espécie também está ameaçada por uma terceira guerra mundial, esta nuclear, o que poderia significar o nosso desaparecimento do planeta. Estamos vendo a guerra na Ucrânia envolvendo Rússia e a participação indireta (até o momento) da Otan. A qualquer momento essa ou outra guerra pode colocar as potências nucleares em combate e acabar com a humanidade ou ao menos resetá-la.

E como resolver com todos esses problemas? A ideia é resolvê-los utilizando conhecimento de tecnologia aplicada, criando inovações. Elon Musk acredita que conseguiremos energia totalmente renovável, não poluente, limpa e suficiente em algum momento de nossa história.

Segundo ele, teremos que adotar os mais variados tipos de geração de energia, deixando de lado alternativas fósseis. Diz que utilizaremos vento, águas, e vamos aprimorar as opções renováveis. Além disso, inclui energia nuclear, a qual diz ser a favor.

Energia nuclear, apesar de incrivelmente eficiente, é muito temida mesmo por alguns especialistas pelo seu risco, como foi em Chernobyl. Bill Gates é um dos principais investidores deste tipo de obtenção de energia.

De qualquer forma, para que seja possível criar esse futuro energeticamente sustentável, será necessário criar formas eficientes de armazenar energias em baterias e seriam geradas toneladas delas. Também a fabricação destas baterias seria sustentável. Ainda assim, seria necessária uma quantidade extremamente alta de energia para nos mantermos. Pra ter ideia, a Gigafactory da Tesla, uma fábrica gigante, em algum momento, espera conseguir produzir 100 gigawatt/hora. Essa quantia, que já é alta, não passa de 0.1 Terawatt do necessário para nos manter.

Muskze-se: O Segredo do Gerador de ENERGIA INFINITA revelado, Brasil surgindo com a primeira telha de concreto que capta energia solar, Taxa para geração própria de energia solar no Brasil, Construir seu Painel Solar Fotovoltaico

autossustentar

autossustentar | v. pron. Dicionário Priberam da Língua Portuguesa (2008-2021), consultado em 12-05-2022.

au·tos·sus·ten·tar – Conjugar (auto- + sustentar) – verbo pronominal. Guilherme Viana – Português

1. Ter recursos para o próprio sustento ou para a sobrevivência (ex.: a cria não consegue autossustentar-se).

2. Ter condições para se manter ou conservar (ex.: a cooperativa já se autossustenta).

Nota: Usa-se apenas como verbo pronominal.

Grafia anterior ao Acordo Ortográfico de 1990: auto-sustentar.

Após a reforma ortográfica, a forma correta passou a ser autossustentável, sem hífen e com a consoante “s” dobrada. Só Português

Palavras relacionadas: autossustentação

Others bits: 10 fatos sobre inteligência artificial, Biobots, Pilhas elétricas de dois mil anos, PRAZER ou CADEIRA?, Os desafios da transição energética

1º MOTO ELÉTRICA COM NIÓBIO DEVE SAIR EM BREVE COM CARGA COMPLETA EM 10 MINUTOS !!!

1º MOTO ELÉTRICA COM NIÓBIO DEVE SAIR EM BREVE COM CARGA COMPLETA EM 10 MINUTOS !!!Análise Rápida

COM UMA CARGA COMPLETA EM 10 MINUTOS, A NOVA MOTO ELÉTRICA DA HORWIN COM BATERIA DE NIOBIO DEVE SAIR EM 2024.

O objetivo é que todos os modelos de produção da marca vendidos no Brasil utilizem baterias com óxido de nióbio até o segundo semestre de 2024. Jonas FilhoPortal Marti Lopes – abril 1, 2022.

Lightning Motorcycles, reconhecida pelo pioneirismo na indústria da mobilidade elétrica e pelas inovações na produção de motocicletas elétricas, aliou-se com a brasileira CBMM, líder mundial na produção e comercialização de produtos de Nióbio.

Formalizada em janeiro deste ano, a parceria com a empresa sediada no Vale do Silício (EUA) tem como objetivo fomentar as aplicações de Nióbio no setor de mobilidade e criar um veículo de duas rodas elétrico que alcance potência e velocidade suficientes para quebrar o atual recorde de velocidade em terra (Land Speed Record, ou LSR) com uma motocicleta comercial. A iniciativa pretende inovar e testar a aplicação do Nióbio em diversos componentes do veículo, de modo a melhorar o seu desempenho e, com isso, ultrapassar a marca dos 400 km/h (250 mph).

Tudo isso, claro, ainda permeia o campo da teoria. Na prática, instituições como a CBMM (Companhia Brasileira de Metalurgia e Mineração) vêm promovendo estudos para descobrir se é viável, mesmo, produzir baterias de íons-lítio com óxido de nióbio ou até mesmo baterias sólidas do metal em larga escala.

As novas baterias aguentam, em teoria, mais de 20 mil recargas ultrarrápidas sem perda de vida útil, de acordo com Rogério Ribas, gerente do Programa de Baterias da CBMM.

Célula Bateria NTO.  Crédito: Divulgação CBMM.

A Toshiba Corporation explica que está focada na possibilidade do uso de óxido de nióbio e titânio (NTO) como um material para o ânodo da próxima geração de baterias, que ajudará a aumentar a capacidade da bateria, mantendo as excelentes características do óxido de titânio e lítio (LTO), o material anódico das baterias SCiB™. O NTO tem uma densidade de capacidade de volume aproximadamente três vezes maior do que o LTO, ao mesmo tempo em que oferece as mesmas vantagens, como aumento de vida útil e carregamento rápido.

Uma de suas possíveis aplicações é como óxido de nióbio em baterias de íons de lítio, substituindo elementos usados no ânodo ou cátodo, como níquel e cobalto. Em teoria, seu uso permite promover recargas ultrarrápidas de 10 minutos sem desgastes excessivos ou perda do ciclo de vida da bateria.

O primeiro passo nesse sentido pode estar sendo dado após uma parceria firmada entre a CBMM e a Horwin, uma fabricante chinesa de motos e scooters que atua no mercado brasileiro desde 2019, ainda de forma tímida, mas que pretende se fortalecer no segmento de motocicletas elétricas nos próximos anos.

As duas empresas firmaram um acordo de produção de motos e scooters equipados com baterias de íons de lítio com nióbio. O primeiro protótipo desse projeto deve ser apresentado nos próximos meses e terá como mula o modelo CR6, uma naked com motor elétrico de 6.200 Watts ou 8,4 cv de potência, e baterias que rendem 150 km de autonomia.

Ribas reforça que “a CBMM já trabalha com várias empresas do mercado automotivo, seja em estruturas veiculares ou no desenvolvimento de aplicações de Nióbio para mobilidade elétrica”. Um exemplo é a parceria com a Volkswagen Caminhões e Ônibus (VWCO), anunciada em 2021, que prevê a aplicação das baterias com Nióbio em veículos elétricos de grande porte, que começam a ser testados em 2023 na fábrica da VWCO em Resende (RJ) e depois na planta industrial da CBMM em Araxá (MG).

Others bits: Bicicleta elétrica com motor de portão eletrônico, OLHA O MOTOR QUE ELE COLOCOU NESSE CARRO!! GURGEL TURBO, Moto elétrica parece Vespa, Peer to Peer – P2P, ou a economia compartilhada!?!, Devel Sixteen, reaparece!?! 1.2, Profissões promissoras de 2022, conforme pesquisas!?!

Gamers Que Foram Pegos Trapaceando

Gamers Que Foram Pegos Trapaceando Fala Sério

Assim como nos esportes, o mundo dos e-sports está cheio de trapaceiros. Vamos dar uma olhada em jogadores de games que foram capturados pela câmera tentando driblar o sistema!

Guitar Hero, game que fez sua primeira aparição em 2005 conquistou seu próprio conjunto de fãs pelo mundo todo, seja entre jogadores casuais ou até mesmo entre a comunidade que levava as partidas ao extremo, era possível adquirir um controle especial em formato de guitarra. NPC GAMES

Como todo game, esporte ou até mesmo brincadeira (sim, existem torneios profissionais de pega-pega) que atinge um certo nível de popularidade, não demorou muito para a comunidade de jogadores começar a organizar torneiros e encontros onde outros jogadores poderiam se divertir ou até mesmo se testar contra adversários variados.

Schmooey, como era chamado, a controvérsia gira em torno do desempenho do jogador no game Clone Hero, uma versão do título citado anteriormente para PC e que pode ser carregado com músicas que normalmente não estariam disponíveis nos games oficiais.

Eventualmente Schoomey foi confrontado e finalmente revelou que apenas “alguns” vídeos foram manipulados mas que boa parte de seu conteúdo era legítimo, mesmo que outros vídeos também apresentassem as mesmas inconsistências que inicialmente levantaram suspeitas.

Atualmente todos os vídeos no canal do jogador foram deslistados/privados e um pedido de desculpas foi colocado no Youtube mas o estrago já estava feito. Até mesmo as redes sociais do jogador foram privadas e uma quantia em dinheiro, fruto da premiação por completar desafios na comunidade, foi devolvida por Schoomey. O mais estranho é que quem viu o jogador em ação diz que ele realmente é habilidoso no jogo, não havendo motivo para que algo assim fosse feito. De qualquer forma não é primeira vez que trapaças assim ocorrem e provavelmente não será a última.

Others cheats: O SUBMUNDO CHAMADO JOGOS NFT, Entenda a TEORIA DOS JOGOS do BITCOIN, Fim do Hype? Free Fire perde até para jogo de maquiagem na Google Play Brasil, Inteligência Artificial jogando o jogo da cobrinha (SNAKE), Jogo com 18 quintilhões de planetas exploráveis

Thread assustadora sobre ROUBO DE CELULAR com aplicativo

Thread assustadora sobre ROUBO DE CELULAR com aplicativo do NUBANK safesrc

Em resumo, este rapaz teve o celular roubado e depois disso foi só dor de cabeça: sacaram dezenas de milhares de reais de suas contas bancárias e as suas tentativas de resolução do problema com os bancos foi mais do que pífia, sendo pouco veloz e absurdamente estressante. Frank Wyllys Cabral Liratecnoblog.comunidade

O primeiro passo é entrar em contato imediatamente com o BB pelo 4004-0001 para obter mais informações e procurar uma agência para bloquear o App do banco.

No caso do Nubank, entre em contato imediatamente com nosso time de atendimento pelos canais oficiais. Você pode ligar no número 0800 608 6236 ou enviar um e-mail para meajuda@nubank.com.br.

Além disso, para garantir a segurança de todos os seus dados, outro passo é desconectar seu aplicativo do celular. Para isso, é preciso ter acesso a um computador ou a um tablet e proceder da seguinte forma:

  • Entre no nosso site: www.nubank.com.br;
  • Na parte de cima, no canto direito da tela, faça login com seu CPF e senha do app;
  • Clique em “Estou sem celular”, abaixo do QR Code;
  • E depois em “Desconectar tudo”;
  • Esse processo pode demorar até uma hora – por isso, é importante entrar em contato com nosso time.

Assim as informações do seu app foram desvinculadas do seu aparelho roubado. Ou seja, quem estiver com seu dispositivo móvel não irá conseguir acessar seu app do Nubank.

Além de bloquear o acesso ao aplicativo do Nubank pelo nosso site, você também pode apagar remotamente os dados do seu celular. Esse passo é importante caso o seu aparelho tenha sido roubado durante o uso e com a tela desbloqueada, já que, apagando essas informações, o acesso a aplicativos, contas e e-mails é dificultado.

Para apagar os seus dados de um aparelho Android, basta acessar a ferramenta do Google que permite localizar um dispositivo e limpar os dados vinculados à sua conta. Se o seu aparelho for um iPhone, a Apple também disponibiliza uma plataforma onde é possível apagar os dados do seu celular à distância.

Agir com rapidez é fundamental para reduzir os danos causados pelo roubo de um celular. Hoje, as movimentações bancárias acontecem em questão de segundos e é importante ter cuidado redobrado com as camadas de proteção do seu aparelho. Algumas medidas que você pode tomar para evitar problemas futuros:

  • Entre em contato imediatamente com a central de atendimento do Nubank ou do seu banco – além de bloquear as funcionalidades do app, nosso time pode te orientar de acordo com a sua necessidade;
  • Conteste compras ou transações desconhecidas, caso você tenha notado que elas aconteceram após o roubo – nossos especialistas poderão analisar o caso e entrar em contato com outras instituições envolvidas;
  • Faça um boletim de ocorrência informando sobre o roubo e fornecendo o máximo de detalhes possível – para que a gente consiga te ajudar da melhor forma, é importante que você tenha documentado em que circunstância isso aconteceu, Toda vez que algum celular é roubado, furtado ou perdido, é preciso informar a Identificação Internacional de Equipamento Móvel (IMEI) no BO;
  • Acesse o Registrato para conferir se seus dados pessoais foram utilizados para abrir contas em outras instituições – este sistema do Banco Central compila relatórios com informações sobre contas e operações de crédito vinculadas ao seu CPF, e pode ajudar a identificar uma utilização indevida das suas informações;
  • Esconda o conteúdo das notificações na tela de bloqueio (algumas, como de mensagens, podem incluir códigos de autenticação em duas etapas). Portal BBBanco de Brasil
  • Configure o celular para não permitir que o controle do Wi-Fi e do 4G seja acessado com o aparelho bloqueado (criminosos desligam a internet para evitar a formatação remota).
  • Ajuste o tempo de tela do telefone para que ele seja bloqueado após alguns segundos sem usar — ou o mínimo de tempo possível permitido pelo sistema.
  • Não guarde fotos de documentos ou de cartões de crédito na galeria (eles podem facilitar a vida do ladrão que ligar no banco para criar uma senha nova). 
  • Mantenha seus apps e o sistema do celular sempre atualizados para corrigir possíveis brechas de segurança.

Others cheats: CENTRAL BANK OF ARGENTINA BANS BANKS FROM OFFERING BITCOIN, CRYPTO SERVICES, Celular BARATO com WhatsApp e +, BITCOIN: O Futuro ou A Maior Fraude Do Mundo?, Tecnologia em Sistemas de Computação

Her

Em Ela (Her), Theodore (Joaquin Phoenix) é um escritor solitário, que acaba de comprar um novo sistema operacional para seu computador. Para a sua surpresa, ele acaba se apaixonando pela voz deste programa informático, dando início a uma relação amorosa entre ambos. Esta história de amor incomum explora a relação entre o homem contemporâneo e a tecnologia. Adoro Cinema

Este mote foi amplamente discutido, defendido por alguns e ridicularizado por outros, desde que o diretor e roteirista Spike Jonze anunciou o projeto à imprensa. Felizmente, o filme não se esgota nesta ideia criativa. Ele retrata as novas configurações do amor de maneira geral, e consegue transformar o relacionamento entre o escritor Theodore (Joaquin Phoenix) e o sistema operacional Samantha (Scarlett Johansson) em um dos mais belos romances que o cinema construiu no século XXI. Amores reais em tempos virtuais por Bruno Carmelo

O roteiro magnífico explora o ciúme, a possessão, o sexo, a distância e a noção de pertencimento nos amores contemporâneos, sem jamais parecer um filme-tese. Pelo contrário, com seu clima fluido, imagens de baixo contraste e trilha sonora agridoce, a narrativa constrói uma viagem linear, agradável e hilária em diversos momentos, sem a necessidade de reviravoltas abruptas para despertar o interesse do espectador.

Esse futuro do pretérito é um mundo anônimo, despersonalizado, fruto da globalização que deixa todas as pessoas e lugares com uma aparência semelhante.

O futuro imaginado por Jonze é triste, individualista, melancólico, onde a tecnologia fornece apenas meios de encontrar o amor pela Internet, fazer sexo virtual, pagar para terceiros escreverem cartas pessoais, divertir-se sozinho com videogames realistas. O diretor não aposta no tradicional conflito entre humanos e máquinas (nada de Robocop, portanto), e sim numa fusão tão completa entre os dois que não se consegue mais imaginar uma interação humana sem a intermediação de um sistema virtual. Para os personagens, o virtual é visto como um ideal a alcançar, um modelo de perfeição para o real.

“O amor é uma forma de insanidade socialmente aceitável”, diz a amiga e profeta Amy. “A vida é curta, e todos merecemos um pouco de felicidade”, ela completa.

Já Samantha, o sistema operacional, é vivida com intensidade por Scarlett Johansson, lembrando que a voz é uma parte indispensável da atuação (uma versão dublada de Ela destruiria o filme), e que um personagem complexo e interessante pode ser criado sem nenhuma corporeidade além da tela de um smartphone. Johansson permite que Samantha evolua aos poucos, torne-se cada vez mais humana, mais concreta e palpável, mas sem o sonho fantástico de um dia se tornar real.

Não, este filme não é uma ingênua celebração da tecnologia, e sim uma reflexão profunda sobre todos os aspectos que ligam os homens à máquina, e à projeção que fazemos dos nossos amores na invisibilidade do meio virtual.

Others bits: Os planos SURPREENDENTES de Zuckerberg e Musk para conectar Humanos e Máquinas, Memes Otakes, James Cameron afirma que a Skynet destruiria a humanidade apenas com deepfakes

Devel Sixteen, reaparece!?! 1.2

O Devel Sixteen foi anunciado em 2013, no Salão do Automóvel de Dubai, como um superesportivo que viria para quebrar todos os parâmetros do mundo automotivo. A incredulidade com o modelo foi meio generalizada, já que a promessa da “Defining Extreme Vehicles Car Industry” era de uma potência de 5000 – sim, cinco mil – cavalos. Marcio Ishikawa – Jornal do Carro

Devel Sixteen

O motor do Devel Sixteen é um V16 quadriturbo, de 12,3 litros e que entrega 5 mil cavalos (5007 cv, para ser mais exato) e quase 520 quilos de torque. O chassi é feito em fibra de carbono e a empresa promete velocidade máxima na casa de 500 km/h. Já a aceleração de 0 a 100 km/h aconteceria em menos de dois segundos. 

Devel Sixteen
logo
Devel Sixteen

Tecnicamente, não é impossível atingir esses 5007 cavalos. Por exemplo, há motores de dragsters que chegam a monstruosos 10000 cv. O problema é colocar um motor desses em um carro de rua, que precisa fazer curvas, ser capaz de andar no trânsito, durante horas a fio e ter uma durabilidade mínima.

Quando a configuração do Devel Sixteen foi apresentada, era difícil acreditar que seria possível materializar um carro tão espetacular em todos os sentidos. Mais parecia o sonho de algum lunático e endinheirado sheik árabe. Ainda hoje, aliás, é difícil conceber que um motor inacreditável de 5000 cv possa rodar nas ruas normalmente. Você assumiria o risco de dirigir um carro que pode chegar a até 560 km/h?

Essa cavalaria toda, no entanto, parece muito mais uma estratégia de marketing para garantir uma boa repercussão junto ao público. Para efeito de comparação, o Bugatti Chiron Superesport, usa um W16 quadriturbo de oito litros e 1578 cavalos de potência e foi o primeiro modelo de produção a superar a barreira das 300 milhas por hora (482,8 km/h).

Devel Sixteen production version on public road

driving Devel Sixteen production version on public road in Italy

Externamente, o modelo mostrado no salão tem traços de uma aeronave futurística, linhas agressivas e tratamento aerodinâmico extremamente necessário por conta da expectativa de altíssima velocidade. Certamente é um carro ao estilo que Batman aprovaria facilmente, tão surpreendente que chega a ser difícil acreditar que está se tornando real para produção. Janaína GimaelAutoVideos

Others coolers: Devel SixteenKoenigsegg and Pinchcliffe Grand PrixA última despedida do Fusca!?!, Memes Otakes

Previous version: Devel Sixteen, reaparece!?!

O Segredo do Gerador de ENERGIA INFINITA revelado

Gerar energia infinita é uma realidade que não existe, simplesmente porque na internet está cheio de esquemas, dicas e projetos para gerar energia infinita, pois existe um erro no conceito do termo aplicado que diz que a energia é perpétua ou infinita.

EXPOSTO: O Segredo do Gerador de ENERGIA INFINITA reveladoEngehall Elétrica

Por mais engenhocas que são criadas com a finalidade de se beneficiar do magnetismo, sempre estamos sujeitos a algumas leis da física, e como a perda de energia causada pelo atrito, resistência dos elementos de suporte ou por outros motivos, sempre será gasto mais energia na geração do que a quantidade de energia gerada. Se todos os elementos envolvidos funcionassem a ideia seria válida e funcional, infelizmente a situação real é apenas teoria, pois até no vácuo (espaço) os corpos estão sujeitos a interferências de diversos tipos devido a ação da gravidade.

Geradores de movimento contínuo funcionam mas não são eternos, são uma boa opção quando são bem planejados para várias aplicações de geração de energia elétrica. É falsa a afirmação que a energia nunca vai terminar, já que o próprio universo um dia vai ter fim, assim, também não existe energia infinita.

Há os que defendem que estes geradores criados com imãs de neodímio não produzem nem um watt a mais do que o necessário para criar magnetização, isso é lógico e portanto estão corretos. Não há como negar que são mais vantajosos se forem comparados aos geradores que usam combustível fóssil se o local em questão tiver como base a exploração de energia de hidroelétrica.

Se cada casa usasse um gerador baseado em neodímio e esse gerador fosse bem planejado o custo de produção seria muito reduzido, mas a única coisa que realmente existe é o risco de acidentes ao manusear neodímio, pois a força de atração é muito grande.

Os defensores da criação de energia infinita até agora não criaram um só gerador destes que fosse viável para uma residência de médio porte e que fosse capaz de alimentar os eletrodomésticos que existem numa casa. Quando estou falando em viável, me refiro ao contexto custo comparado ao tempo de uso e comparado a energia gerada de modo estável.

Pequenas turbinas já foram criadas como ponto de partida para experiências, nada profissional, são experiências caseiras feitas por entusiastas sobre o assunto. As turbinas que existem funcionam em temperatura ambiente e se forem bem planejadas são viáveis. É óbvio que não é interessante para empresas no mundo inteiro que exploram a produção de energia com objetivo de lucro, o impacto econômico e social causa muita preocupação.

Não é de hoje que as pessoas tentam construir tal mecanismo, de modo que o pioneiro nessa vertente foi o famoso matemático Bhaskara, ainda no século 12. Até mesmo Leonardo da Vinci demonstrou interesse no assunto, mas, assim como todas as tentativas feitas anteriormente, e que ainda seriam feitas, não obteve o sucesso esperado. Mas por quê? Luís Felipe PiragibeFluxo Consultoria

Segundo a Primeira Lei, não podemos criar energia, e sim, apenas transformá-la entre suas diversas formas. Por exemplo, no motor do seu carro, há conversão da energia química em energia mecânica, que irá promover o movimento do veículo. No entanto, não há uma maneira de criar energia “do zero”, ou seja, de onde viria essa tal “energia infinita” para abastecer esse gerador?

Por fim, também é válido ressaltar que, desde 1775, a Academia de Ciências de Paris e o Escritório de Patentes dos Estados Unidos não aceitam patentes desse tipo de equipamento, o que ressalta a inviabilidade desse tipo de projeto.

Gerador de Energia infinita: é possível fazer? O que é verdade?

O vídeo do Manual do Mundo explicando sobre o segredo por trás do gerador de energia infinita. Para isso, basta clicar no video.

Portanto, se você deseja economizar na sua conta de luz de uma maneira que seja viável de fato, a Fluxo pode te ajudar com um serviço de Otimização de Energia. Para saber mais sobre isso, recomendamos o artigo sobre Instalações Sustentáveis. Todavia, se a sua ideia for estudar a eficiência energética de uma máquina ou até construí-la, nós podemos lhe ajudar por meio dos nossos Projetos Mecânicos.

AULA GRATUITA: Como Fazer Uma Instalação Elétrica Completa do Zero, Com Facilidade, Mesmo que Você Não Seja Um Eletricista Profissional.

Os planos SURPREENDENTES de Zuckerberg e Musk para conectar Humanos e Máquinas

Mark Zuckerberg e Elon Musk são dois ricões por trás de empresas gigantes de tecnologia. O primeiro é dono da Meta, que gerencia Instagram, WhatsApp e Facebook. O segundo é dono de SpaceX, Tesla e a mais audaciosa de todas Neuralink. Um tem planos para criar um óculos de realidade mista para conseguir nos conectar de maneira intuitiva com a tecnologia. O outro pensa simplesmente em implantar chips na mente de pessoas para curar depressão, tetraplegia e outras doenças neurológicas. Qual dos dois terá sucesso nessa jornada? O que exatamente querem? É possível que os dois consigam seus objetivos? Mundo Conectado

Zuckerberg anunciou sua ideia de conexão entre pessoas e máquinas como metaverso. Para ele, óculos de realidade virtual serão utilizados por todos em algum momento e este será um grande passo na nossa evolução. Ambientes de trabalho poderão ser totalmente virtuais, com reuniões e avatares nos representando. Será possível jogar e ter itens virtuais exclusivos com NFTs e o uso das blockchains. No entanto, é difícil hoje imaginar como poderia trazer esse tipo de realidade mesmo melhorando muito a tecnologia atual. Óculos, mesmo os mais leves com lente para aprimorar a visão já são desconfortáveis para muitas pessoas. Quem utiliza faz isso para enxergar melhor. Como convencer alguém a vestir algo que adiciona algumas funções mais tem 3 vezes o peso de um óculos normal. Além disso, o preço também é fator decisivo e os projetos compartilhados por Zuckerberg ultrapassam os US$300. Mas há esperança para ele, e os investimentos de bilhões estão rendendo frutos que eu comento no vídeo.


Θmar Ξspino • @omespino
– Oh não@elonmusk, o que é que você fez?

Já para Elon Musk a história é diferente. Até porque o que está fazendo é de fato diferente. Elon Musk está fazendo algo que pode ser realmente revolucionário e mirando num primeiro momento em quem tem doenças graves neurológicas. Caso consigam curar suas doenças, é questão de tempo para que o chip seja utilizado para outros fins, até mesmo entretenimento. No entanto, há resistência do nosso corpo a corpos estranhos, não é tão simples encaixar algo em nossa cabeça e esperar que a biologia aceite isso tranquilamente. E de fato, já nos testes da Neuralink, diversos macacos não conseguiram resistir, o que gerou denúncias. De qualquer forma, Musk se mostra sempre confiante (e isso acontece para todos os seus projetos mesmo que não corram bem).

Acompanhe todo nosso conteúdo em http://mundoconectado.com.br/

Meta e a moeda digital Zuck Bucks

A Meta, dona do Facebook e do Instagram, está a estudar novas formas de fidelizar utilizadores e gerar receita, a partir das plataformas do grupo. Segundo o Financial Times, a empresa tem estado a trabalhar numa moeda digital para o Metaverso, os Zuck Bucks, ou dólares Zuck, como designam para já as equipas internas.

Zuck Bucks, em homenagem ao fundador, presidente e CEO da Meta, Mark Zuckerberg, não será mais uma criptomoeda familiar. Em vez disso, a Meta está estudando como incorporar esses tokens em aplicativos que têm o controle central da empresa, como o Instagram, WhatsApp e FacebookJoão Barbosa – Acsa Gomes in: Olhar Digital

Mark Zuckerberg Says Meta Employees “Lovingly” Refer to Him as “The Eye of Sauron” Mark later watehing the films. iFunny

Apesar do fracasso no projeto de uma criptomoeda, a Meta ainda tem planos de lançar no mercado moedas virtuaistokens e serviços de empréstimos para o metaverso, os quais os funcionários apelidaram internamente de “Zuck Bucks”, um trocadilho com o nome do CEO, Mark Zuckerberg. Fabio TarnapolskyMundo Conectado

A empresa planeja lançar um projeto piloto em meados de maio, de acordo com um memorando, e logo depois, realizar um teste permitindo “afiliação a grupos do Facebook com base na propriedade de NFTs”.

A Meta está explorando “tokens sociais” ou “tokens de reputação”, que “podem ser uma recompensa, por exemplo, por contribuições significativas para grupos do Facebook”. A empresa também parece estar estudando serviços financeiros tradicionais, como empréstimos para pequenas empresas.

O recurso funcionaria de forma semelhante a alguns já existentes, como a moeda ‘robux’ no popular jogo Roblox. A Meta, empresa-mãe do Facebook, introduziria tokens no aplicativo que seriam controlados por ela.

Além dos projetos para o metaverso, a Meta também busca serviços financeiros tradicionais com o mercado de empréstimos e já há discussões com potenciais parceiros, que seriam focados em pequenas empresas, embora nada confirmado.

Spot zuck in r/dictator starter pack. reddit

A porta-voz da Meta, Lauren Dickson, disse que a empresa não poderia comentar neste momento sobre a chegada dos Zuck Bucks. No entanto, ela confirmou que, como parte do desenvolvimento de tecnologias para o metaverso, está sendo estudado como seriam os pagamentos e os serviços financeiros dentro do universo on-line.

Para o Instagram, que também faz parte do ‘guarda-chuva’, o grupo analisa a criação da “moeda de criador”, que estariam associadas a influenciadores específicos.

Vale lembrar que Mark Zuckerberg já havia confirmado que as NFTs chegarão ao Instagram. No mês passado, em participação no festival South by Southwest (SXSW), que acontece desde 1987, em Austin, nos Estados Unidos, o CEO confirmou que os colecionáveis ​​digitais chegariam ao Instagram “no curto prazo”.

Zuckerberg e outros executivos manifestaram interesse em NFTs, tanto que um dos executivos do Instagram, Adam Mosseri, disse que a empresa estava “explorando ativamente” a tecnologia. De acordo com o Financial Times, em janeiro, a companhia esperava adicionar NFTs como parte de sua carteira de criptomoedas.

De acordo com o chefe da divisão financeira da Meta, Stephane Kasriel, as mudanças estratégicas servirão para “priorizar a construção do metaverso e em como os pagamentos e serviços financeiros estarão neste mundo digital”. Elas também incluem facilidades nos serviços de pagamento, que incluirá uma carteira única para Whatsapp e Facebook Pay e ajudará os criadores a “monetizarem suas atividades” através dos NFTs.

Em um comunicado, a empresa informou que as ferramentas estarão disponíveis inicialmente para um conjunto de usuários pré-selecionados, que estão criando aulas virtuais, jogos e acessórios de moda dentro da plataforma imersiva da empresa. Horizon Worlds é um metaverso acessível por meio de fones de ouvido de Realidade Virtual. Investidor Matuto – criptofatos 

Por meio da ferramenta, será possível vender acessórios ou oferecer acesso pago a espaços digitais especializados que eles construíram.

Além disso, a empresa está testando um “bônus de criador” que será concedido aos usuários do Horizon nos Estados Unidos. O programa pagará aos participantes todos os meses pelo uso de novos recursos lançados pela empresa.

“A carteira oferecerá pagamentos, identidade e gerenciamento de ativos digitais dentro do [grupo de aplicativos e Reality Labs] e, ao longo do tempo, para outros aplicativos/sites”, disse ele em memorando.

Os novos projetos da Meta no mercado digital fazem parte de sua tentativa de voltar ao topo de ‘audiência’ nas mídias sociais. Facebook e Instagram perderam usuários nos últimos tempos e a empresa chegou a cair mais de US$ 220 bilhões em avaliação de mercado. O TikTok, principal rival das redes, ‘captou’ muitos seguidores para ele.