Tesla sem bateria bloqueia estacionamento de shopping por 3 horas

Um carro elétrico da Tesla ficou sem bateria na rampa do estacionamento do maior shopping center da Grã-Bretanha. O acesso, que é o único ao local, ficou bloqueado por 3 horas, provocando a ira dos outros motoristas que estavam logo atrás: a eles, não restou outra alternativa senão esperar. AutoPapo

O incidente ocorreu no shopping Westfield, em Londres. Como os funcionários do centro de compras não conseguiram mover o Tesla sem bateria, a única solução foi orientar os veículos que estavam atrás dele a voltarem de ré. O “detalhe” é que o estacionamento tem nada menos do que cinco andares.

No fim das contas, o veículo só foi removido após a chegada de uma equipe de assistência da própria Tesla. Os motoristas que estavam no local reclamaram sobre a demora nas redes sociais. Um deles, porém, lembrou que a autonomia dos carros da Tesla já supera os 600 km, culpando o proprietário do veículo que ficou sem bateria.

Rebocar um carro elétrico pode ser uma tarefa bem difícil. É que nem todos os modelos têm ponto morto. Pois é: como, nesses veículos, o motor proporciona torque imediato, os câmbios geralmente têm apenas uma marcha à frente e outra à ré. Isso sem falar nos mecanismos de recuperação de energia cinética associados ao conjunto mecânico.

Além do mais, também não é possível fazer um enxerto convencional na bateria, procedimento popularmente conhecido como “chupeta”. Nesse caso, o problema é a tensão de 12V dos carros convencionais é baixa demais para um similar elétrico.

Um Tesla da polícia ficou sem carga nas baterias em meio de uma perseguição em San Francisco, na Califórnia. Durante a perseguição, o veículo policial teve de parar e pedir reforços devido ao imprevisto. Contudo, o fugitivo conseguiu escapar. BRUNO IGNACIO DE LIMA – OFICINA DA NET

O suspeito era perseguido pela polícia de Fremont no seu Tesla Model S. O agente em questão, Jesse Hartman, foi surpreendido pelo aviso quando já só faltavam cerca de seis milhas para esgotar as baterias.

A adoção do Tesla Model S pela polícia de Fremont faz parte de um projeto piloto para reduzir as emissões de gases com efeito de estufa pelas entidades públicas, e até então essa frota é a única nos EUA com um veículo da empresa de Elon Musk.

FUSCA GIGANTE COM MECÂNICA V8 NA DIANTEIRA – MOSTRE PARA SEUS AMIGOS

A NASA CHEGOU NO BRASIL! FUSCA GIGANTE COM MECÂNICA V8 NA DIANTEIRA – MOSTRE PARA SEUS AMIGOS 7008#7008films

Aquela brincadeira, “chama a NASA” foi concluída com sucesso.

O 7008films encontrou um projeto fora dos padrões, sim você não bebeu demais, você está vendo um fusca “grande” onde fui usado mais fuscas para serem “remendados” criando essa forma, e o motorzão? Sim é um v8 na dianteira.

Uma família dos Estados Unidos, decidiu criar um Volkswagen Fusca monstruoso, e segundo Scott Tupper, um dos criadores do carro, a ideia foi construir um modelo confortável e que não parecesse minúsculo no trânsito de gigantes (picape grande é o carro mais vendido) dos EUA. Leo Alves – Garagem 360

Eles digitalizaram um modelo 1959 e utilizaram uma impressora 3D para criarem o autêntico Fuscão. A carroceria foi montada sobre o chassis de um Dodge Magnum, que era uma espécie de perua grande. Ao contrário do Volkswagen original, o Besourão americado (40% maior que o besouro tradicional) tem motor dianteiro – que também tem origem Dodge.

O motor instalado no local onde fica o bagageiro do Fusca, leva um V8 Hemi de 5,7 litros de aproximadamente 350 cv de potência e a plataforma foi a de um Dodge RAM. Claudia Carsughi

O cuidado foi estendido também ao interior do carro, com vidros elétricos, transmissão automática com manopla que parece do câmbio manual, assentos aquecidos, travas elétricas. O proprietário disse que seu projeto fez tanto sucesso que já recebeu diversas ofertas por ele, mas não pretende vendê-lo.

We Built A Giant VW Beetle | RIDICULOUS RIDESBarcroft Cars

A CALIFORNIAN father and son have teamed up to supersize the classic Volkswagen Beetle. The VW enthusiasts upscaled the car by 40%, making it bigger than a Hummer. Scott Tupper, the younger generation of the duo, told Truly how the idea developed. “My dad and I thought it would be nice if we had a Volkswagen that was comfortable and not feel like you’re going to get run over in traffic.” Once the idea was hatched, they went about making the dream into a reality. “We had a 59 Volkswagen convertible, we digitized it, scanned it everywhere, took it apart, and made each part 40% bigger on the computer.” Unsurprisingly, the vehicle has caused a lot of buzz on the roads. “People chase you to try to get up next to it, they almost run you off the road because they’re not looking where they’re going.”